(Confissões de uma Águia misteriosa)

Dor? Sofrimento? Sim, sinto e tenho, mas nada é fácil nesse mundo. Enfim, se você se conforma com a vida que tem, é porque tem medo de tentar, e eu não tenho e lutarei até o fim.

Sobre a Águia

Minha foto
Eu não sou nada. Não posso querer ser nada. Mas tenho em mim todos os sonhos do mundo... Uma coisa é escrever como poeta, outra como historiador: o poeta pode contar coisas não como foram, mas como deveriam ter sido, enquanto o historiador deve relatá-las não como deveriam ter sido mas como foram, sem acrescentar ou subtrair da verdade o que quer que seja.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Encontros e Desencontros III

Quando comecei a relatar os meus Encontros e Desencontros, pensava que não passaria de encontros com outras pessoas. Mas ultimamente tenho tido encontros e desencontros com um ser que jamais me passou pela cabeça que teria. Eu tive um forte e decisivo encontro, e ao mesmo tempo um desencontro, comigo mesmo. Por um momento pensei que já me conhecesse, que já soubesse o bastante ao meu respeito. Foi aí que a vida disse: "O bastante que sabes, não é nada."

Alguns dias atrás estive perguntando ao universo porque eu estava passando por isso ou por aquilo. O que eu ainda tenho que aprender para poder ser feliz no amor?! Encontrar alguém e juntos dividirmos uma vida, momentos inesquecíveis das nossas vidas!?
Então uma voz me disse que eu ainda tenho uma tarefa que não é muito fácil, mas é decisiva. É uma lição espetacular... Fiquei dias tentando descobrir que tarefa seria essa. Aí comecei a olhar para dentro de mim, comecei a me observar, as minhas atitudes, as minhas vontades e desejos. Desde que passei pelo maior aprendizado da minha vida no começo desse ano, que eu tenho sido "infeliz" no amor...
Porque depois que passei pela maior desilusão achei que tinha sofrido o bastante e que tinha chegado a hora de encontrar alguém pra vida toda. Que é justamente o que tenho procurado nas pessoas com quem me relaciono. E desde então não consigo encontrar ninguém com essas características, quando encontro não rola a química [ou da minha parte ou da outra parte]. Então decidi deixar pra lá, deixar o destino resolver. Mas estava tão triste que acabei fazendo as perguntas para o universo. E como eu disse, depois de muito me observar cheguei a uma conclusão, ou melhor, descobri a minha tão difícil tarefa.

Existem 7 pecados capitais, [me lembrei muito de uma novela que passou há pouco tempo - 7 pecados - e a mensagem que a novela queria passar, é o que eu estou vivenciando agora]. Ninguém está livre de ter pelo menos um desses pecados [abaixo coloco todos os pecados e explicações]. Então comecei a procurar quais desses pecados que estavam atrapalhando o meu crescimento... E foi aí que descobri que a avareza, que também denomino de egoísmo, predomina em mim. Dentre várias atitudes, percebi que sou ciumento, e o ciúme é egoísmo... Nessa hora caiu a minha ficha, descobri porque não posso ser feliz no amor, ainda.
Como pode uma pessoa egoísta dividir uma vida? Como posso viver uma vida a dois, se só aprendi a viver só, individual?
Bom, agradeço muito a Deus pela oportunidade de me fazer descobrir a pedra que esta no caminho do meu crescimento. E então entendi porque a tarefa vai ser tão difícil... Que venha mais um aprendizado, eu sou forte e corajoso, aguento o que for. E tenho toda a certeza que vou ultrapassar mas uma barreira.

Felizes daqueles que conseguem entender as mensagens vindas do universo. E que tem a coragem e a força de vontade de ultrapassar qualquer obstáculo que apareça no caminho.
Prestem mais atenção quando fizer uma pergunta solta. As perguntas vão pro universo e sempre a resposta vem em seguida...

Os 7 Pecados Capitais:

A Ira: Tem como sinônimos a raiva, a cólera, agressividade exagerada. As origens da ira podem ser por meticulosidade, por perfeccionismo ou até mesmo por desqualificar nossa capacidade de solucionar problemas bem como a importância desses problemas. Basicamente a atitude mental que está por trás da ira é "quero destruir’ ou "eu quero e você deve". Por baixo de toda ira quase sempre detectamos medo: de errar, de expressar-se de outra maneira,de perder espaço,etc. Ao invés de temer as pessoas atacam para defender-se de seus fantasmas.

A Gula: No sentido literal, gula é o excesso no comer e beber,na sua simbologia maior significa voracidade.A característica da gula é engolir e não digerir.A gula pode ser entendida como gula intelectual inclusive, o sentido que está por trás da gula é o de estar funcionando abaixo das nossas , potencialidades. A sensação é de que não estamos fazendo tudo que o nosso potencial permite, que estamos vivendo sem atender nossas expectativas. A atitude mental básica é : necessito aprender tudo.

A Inveja: É o desgosto ou pesar pelos bens do outro, a dificuldade de admirar o outro, o sentimento de injustiça .O slogan que define a inveja é : Ele é mais do que eu, também quero" a inveja nos faz perder o contato com nossas reais possibilidades. O que deixa a inveja bem caracterizada é a sua expressão pelo comportamento não verbal, o olhar, principalmente. Não devemos confundir a competição com a inveja. Esta última é um sentimento negativo que pode transformar o processo de competição em algo destrutivo.

O Orgulho: É o brio, a altivez, a soberba. A sensação de que "Eu sou melhor que os outros" por algum motivo. Isto leva a ter uma imagem de si inflada, aumentada, não correspondendo a realidade. Surge com isso a necessidade de aparecer, de ser visto passando inclusive por cima de padrões éticos e vendo os outros colaboradores ou colegas minimizados.

A Avareza: Define-se como estar excessivamente apegado a alguma coisa levando a um grande medo de faltar, uma percepção de escassez. A avareza pode ser percebida no cotidiano das empresas levando ao slogan: "Não tenho confiança em ninguém" logo terei avareza com as informações que me chegam as mãos, com a expressão dos sentimentos e opiniões em relação aos projetos que estou envolvido, etc. Economizo pensamentos, sentimentos e ações pois não consigo lidar com a diversidade, com a transparência entrando num clima defensivo.

A Preguiça: É definida como aversão ao trabalho, negligência. Este sentimento faz com que as pessoas desqualifiquem os problemas e a possibilidade de solução destes. A preguiça não se resume na preguiça física mas também na preguiça de pensar, sentir e agir. A crença básica da preguiça é "Não necessito aprender nada", levando a um movimento freador das idéias e ações dentro das organizações que no cotidiano e traduzido pelo "deixa para depois".

A Luxúria: É definida como uma impulsividade desenfreada, um prazer pelo excesso, tendo também conotações sexuais.

Vale salientar que os sentimentos envolvidos nos Pecados Capitais por si só não são negativos. O negativo é alimentá-los e agir sob o efeito deles não combatendo-os nem trazendo novas alternativas de comportamento, minando com isso o crescimento e o fortalecimento das competências.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Os Sonhos e os Professores

Professores, vocês não precisarão de sonhos para ter eloquência, metodologia, conhecimento lógico. Nem precisarão de sonhos para gritar com os alunos, implorar silêncio em sala de aula, dizer que não terão futuro se não estudarem.
Mas precisarão de sonhos para transformar a sala de aula num ambiente prazeroso e atraente, que educa a emoção dos seus alunos, que os retira da condição de espectadores passivos para se tornarem atores do teatro da educação.
Precisarão de sonhos para esculpir em seus alunos a arte de pensar antes de reagir, a cidadania, a solidariedade, para que aprendam a extrair segurança na terra do medo, esperança na desolação, dignidade nas perdas.
Precisarão de sonhos para serem poetas da vida e acreditarem na educação, apesar de as sociedades modernas a colocarem em um dos últimos lugares em suas prioridades.
Precisarão de sonhos espetaculares para terem a convicção de que vocês são artesãos da personalidade e saberem que sem vocês nossa espécie não tem esperança, nossas primaveras não têm andorinhas, nosso ar não tem oxigênio, nossa inteligência não tem saúde.

Augusto Cury [texto retirado do livro "Nunca Desista de Seus Sonhos"].

------------------------------------------------------------

Parabéns todos os Professores nesse dia dedicado a nós educadores...

Eu que nunca pensei em ser um professor, ou melhor um educador. Estou agora atuando nessa área com crianças carentes de atenção, amor e um pouco de carinho. Está sendo uma experiência maravilhosa poder passar o pouco que eu sei para os meus alunos, e poder plantar a sementinha do amor e da dedicação em todos eles.
Hoje, dia dos professores, parabenizo todos que trabalham com amor, dedicação e com vontade nas salas de aula. Porque essa profissão é uma das mais significantes e bonitas.
O que seria dos profissionais [de qualquer área] se não fossem os professores? Todos precisamos que alguém nos ensinem algo. E quando falam em ensinar pensamos logo nos PROFESSORES...

Por isso... PARABÉNS PROFESSORES!!!!

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Garoto de Programa - Anúncio

LEIA ATÉ O FINAL. O prazer oferecido supera o de uma simples transa.

Falo três idiomas diferentes e isso não afeta minha capacidade em entender gestos, estes que correspondem a maior parte de nossa comunicação. Sou alto no comprimento e nas metas que busco. Tenho 84kg mas minha alma é bem leve, o que contradiz com meu corpo grande, reflexo de musculação e treinos de muay thay.

Tenho 23 anos mas vc nunca adivinhará minha idade, pois ajo como criança ao encarar uma vida que insiste em nos tirar do faz-de-conta mas trato com seriedade aquilo que se exige. Brincar com alguém é a única pirralhice que não me permito, do resto, vale tudo por um sorriso.
Tenho braços fortes, cabeça feita e pés no chão, mas não permito que o raciocínio e a lógica tomem conta do meu lado infantil, este que se manifesta nas mais diversas situações.
Sou formado em administração, mas não costumo levar meu cotidiano pra dentro do quarto. Meus conhecimentos em matemática , psicologia e direito ficam atrás da porta, junto com meus pudores e algumas de minhas idéias antiquadas.

Minha postura quanto ao sexo é subjetiva, porém, criativa, assim como meu eterno costume de marcar aquelas que passaram pela minha cama. Prometo ser íntegro, mas não posso prometer ser sempre o mesmo.
Não atendo clientes que sofram de carência crônica, baixa auto-estima e principalmente os arrogantes. Sou tolerante a muitos defeitos, assim como espero tolerância dos meus, mas estes em especial impossibilitam meu tesão em alguém.

Não costumo cobrar por hora mas sim por noite, por dia, por finais de semana, e pelo tempo que costumo gastar pensando nas formas de surpreender. Não existe valor média para cobrança de meus serviços, não uso unidade monetária pra definir meu valor.
As formas de pagamento são acertadas conforme o desejo do cliente, mas particularmente não busco pagamento a vista. Procuro deixar o cliente em débito, afim de sempre surgir uma nova possibilidade de encontro, mesmo que seja apenas para pagamentos de encontros anteriores.

Deixo meu telefone para contato e não respondo a e-mails. O mínimo de humanismo que exijo é a voz, uma vez que a escrita é planejada, dotada de pensamento e capacidade de esconder os defeitos, os gaguejos e os vacilos que nos tornam humanos.

Luís Dutra