(Confissões de uma Águia misteriosa)

Dor? Sofrimento? Sim, sinto e tenho, mas nada é fácil nesse mundo. Enfim, se você se conforma com a vida que tem, é porque tem medo de tentar, e eu não tenho e lutarei até o fim.

Sobre a Águia

Minha foto
Eu não sou nada. Não posso querer ser nada. Mas tenho em mim todos os sonhos do mundo... Uma coisa é escrever como poeta, outra como historiador: o poeta pode contar coisas não como foram, mas como deveriam ter sido, enquanto o historiador deve relatá-las não como deveriam ter sido mas como foram, sem acrescentar ou subtrair da verdade o que quer que seja.

sábado, 24 de abril de 2010

Sou BRASIL 365 dias


Desde ontem, durante a reunião com meus amigos, que estou um pouco revoltado, talvez indignado com certas atitudes de nós, brasileiros.
Estamos em época de copa do mundo, evento que acontece de quatro em quatro anos, e que 90% ou mais de brasileiros amam a Pátria, literalmente idolatram... Infelizmente, é só nesse evento que o brasileiro vira brasileiro, e se orgulha da Nação. Coloca bandeiras espalhadas por toda a casa, no carro, nos cadernos, em tudo é possível ver as cores amarelo, verde e azul.
Mas é uma pena que isso só aconteça de quatro em quatro anos. É uma pena mesmo... Só quero saber quando tudo isso vai mudar? Quando vamos ter orgulho de morar nesse País Tropical? Quando vamos ter orgulho de dizer que somos brasileiros, sem pensar em copa do mundo? E vamos nos orgulhar de ser uma Nação unida, abençoada por Deus. Não sei se está perto, mas espero que sim... Nós temos a Amazônia, onde tem umas das três maiores florestas tropicais do mundo. Temos água doce, que futuramente vai valer mais que ouro. Enfim, temos muitas coisas da qual podemos nos orgulhar.
Muitos amigos meus estão indo embora do País. Estão indo tentar a vida em outras culturas, outras nações, e ficam me perguntando quando eu vou fazer o mesmo. Eu sempre respondo a mesma coisa e estou cansado de dizer que se depender de mim, jamais vou deixar a minha Pátria. Penso em ir pra outros países sim, mas só a passeio, fazendo visitas, conhecendo novas culturas, mas sem abandonar a minha... aquela que nasci e me criei. Porque em outro País eu vou ser sempre estrangeiro, vou sempre me sentir um peixe fora d'água. E aqui no meu Brasil, eu serei sempre filho da Nação, conhecedor de toda a cultura em que fui criado. Aqui eu vou ser sempre DONO....
Desde que escolhi a profissão de ator, que penso em estudar e me aperfeiçoar cada vez mais. Claro que quero ser reconhecido, mas não penso em ser reconhecido mundialmente, só aqui dentro do meu país já está de bom tamanho. Mas não quero ser conhecido pelo corpinho ou rostinho bonito, não quero ser celebridade, quero mesmo que me conheçam pelo meu talento, pelo Dom que foi me dado... Quero que as pessoas respondam - quando alguém perguntar se me conhecem - que admiram o meu trabalho, e sentem orgulho de me ter como conterrâneo, de termos nascido na mesma Pátria.
É isso que deve acontecer nos dias de hoje, coisa rara de se ver. Artistas de fora tem mais valor do que os nossos. Muitos brasileiros pagam mais de R$ 300 reais (trezentos reais) para assistir um show internacional, e não pagam R$ 50 reais (cinquenta reais) para prestigiar um artista nosso. Reclamam do preço do ingresso, falam que é um absurdo... Tempos atrás eu fazia isso também, achava um absurdo os preços dos ingressos, mas se eu não ia pra um nacional, jamais iria pra um internacional. Muitos não fazem isso, preferem um show internacional, preferem enriquecer os estrangeiros, do que os nossos irmãos de Pátria. Hoje mudei muito meus conceitos, isso é o bom de ser uma metamorfose ambulante... dou muito mais valor aos meus conterrâneos. Porque é disso que nós precisamos, amar nossos irmãos brasileiros, valorizar nosso trabalho que é igual ao de qualquer outro estrangeiro. E nos unirmos para poder levantar o Brasil... mas que isso seja feito em todos os dias do ano, nos 365 dias e não apenas de quatro em quatro anos, por um período de 90 dias.
Vamos eleger políticos que amem o Brasil. E que façam alguma coisa por ela, ao invés de só roubar o que é de todos nós. E acabar com as preciosidades que nós temos, e que Deus nos deu.

Não sou jornalista, não sou escritor, muito menos crítico... sou apenas um BRASILEIRO que ainda sonha e tem esperança de ver o BRASIL virar uma das Nações mais RESPEITADAS do mundo, não só pelo futebol, mas pelas riquezas e cultura que nós temos.

"OH BRASIL DO MEU AMOR, TERRA DE NOSSO SENHOR..."

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Justificando

Não sei o que aconteceu comigo. Sumi de uma forma que nunca pensei em fazer.
Queria estar sempre atualizando esse blog. Tenho tantas novidades. Tantas coisas aconteceram na minha vida, e eu sempre tentando escrever, mas algo não deixava. Talvez a preguiça, talvez o tempo - que ficou curto demais...
Mas uma das coisas boas que me aconteceu, foi trabalho. Estou trabalhando muito, quase não paro em casa, e quando chego em casa saio pra academia. Minha vida tem sido essa correria desde que acabou o carnaval. E claro, com muito trabalho o tempo livre diminuiu e o blog foi, meio que, esquecido. Só que estou querendo voltar... aos poucos vou ajeitando o meu tempo, me adaptando e incluindo as atualizações dos posts. Combinado?!

Se for pensar bem, estou devendo muitas coisas pra vocês meus leitores assíduos. Duas delas são os contos, um que estou pra terminar e outro que terminei de começar. Mas como disse a cima, aos poucos vou organizar o tempo. É só questão de adaptação, pois minha vida mudou muito, e de repente. Graças a Deus, mudou pra melhor...
Em relação aos contos, sinceramente, está faltando inspiração... Algo de Jah!! A inspiração vinda dos Deuses. Mas como sempre digo... tudo no seu tempo.

Bom, por enquanto é isso. Tenho que sair pra academia.
Mas vamos torcer pra que a tal inspiração apareça o quanto antes... estou louco pra voltar a escrever, a postá-los aqui, ver os comentários de vocês super empolgados com a história... Em breve... =D

Beijo no coração de todos...