(Confissões de uma Águia misteriosa)

Dor? Sofrimento? Sim, sinto e tenho, mas nada é fácil nesse mundo. Enfim, se você se conforma com a vida que tem, é porque tem medo de tentar, e eu não tenho e lutarei até o fim.

Sobre a Águia

Minha foto
Eu não sou nada. Não posso querer ser nada. Mas tenho em mim todos os sonhos do mundo... Uma coisa é escrever como poeta, outra como historiador: o poeta pode contar coisas não como foram, mas como deveriam ter sido, enquanto o historiador deve relatá-las não como deveriam ter sido mas como foram, sem acrescentar ou subtrair da verdade o que quer que seja.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Desencontro II

Não sei mais o que faço... Aliás, não sei nem o que faço.
Estou me sentindo como se hoje tivesse acontecido uma separação, uma perda. Talvez tenha sido sim uma separação. O meu lado jovem, que só pensava em sexo ficou pra trás. Não que eu tenha decidido me tornar um padre. Eu quero ser amado, amado pelo que sou. Não quero ser só desejado carnalmente, quero mais. Quero um amor que transcenda...
O fato é que pensei que hoje iria fazer as coisas do trabalho. Estou cheio de pendências pra fazer, umas para amanhã, pois tenho uma reunião e preciso levar isso. Mas quem disse que eu consigo. Estou jogado na cama, olhando pro teto, escutando músicas como "grito de alerta", "ronda", "negue"... há quem diga que é dor de cotovelo, mas pra mim é muito mais que isso. É uma transição do que eu era, para o que serei. Não saberei explicar no momento. É uma coisa que só consigo sentir, chorar, pensar... calar. [não necessariamente nessa ordem]
O que eu faço?
Acho que tudo aconteceu para eu refletir o que eu quero realmente, o que eu estou procurando e o que estou encontrando, ou talvez desencontrando... Estou arrasado, não pensei que fosse ficar assim. Acho que todo mundo passa por isso, mas comigo, pra variar, tinha que ser diferente.
É! Mas realmente estou decidido, agora, a buscar a mim mesmo, preciso cuidar do meu jardim para que as borboletas voltem a visitá-lo. Só que antes eu preciso colocar tudo isso que estou sentindo para fora. É uma tristeza, um sentimento de fracasso, de inutilidade. E não tenho a mínima ideia de como colocar um ponto final. Não tenho a mínima ideia de como surgiu. Estou precisando voltar para o meu trabalho, mas está muito difícil porque não consigo me concentrar. É mais forte do que eu. E só quem passa, só quem sente uma coisa assim, é que sabe do que estou falando...
Coloquei pra repetir umas quinhentas vezes a música "grito de alerta", sinto que parte da letra é pra mim. Sabe quando uma música é dedicada de você para você? É justamente isso... Não culpo ninguém, mas o que me aconteceu só me abriu os olhos para o que eu estava procurando e onde estava indo. O conflito é comigo mesmo. Que merda que tenha sido agora, num momento desses, onde eu preciso de muita concentração para o trabalho e no trabalho.
Não sei conversar com ninguém sobre isso. É uma coisa tão minha, acho que ninguém vai entender o que estou sentindo. Vão pensar que é tudo besteira, que estou dramatizando uma coisa sem necessidade. Coisas que sempre ouvi, e por isso fui me calando, me calando, me calando... e hoje sofro sozinho mesmo. Desabafando em pedaços de papel ou em cantinhos como esse.
---------------------------------------------------

Grito de Alerta - Gonzaguinha

...
Não vê que então eu me rasgo,
Engasgo e engulo.
Reflito e estendo a mão.
E assim nossa vida é um rio secando,
As pedras cortando,
E eu vou perguntando: até quando?


São tantas coisinhas miúdas,
Roendo, comendo,
Arrasando aos poucos o nosso ideal.
São frases perdidas num mundo
De gritos e gestos...
...
Só sinto no ar o momento
Em que o copo está cheio,
E que já não dá mais pra engolir.

...
Veja bem
É o amor agitando meu coração.
Tem um lado carente dizendo que sim,
E essa vida da gente gritando que não.

sábado, 24 de julho de 2010

Encontros e Desencontros V - O Sonho

Oi,
Não sei se já escrevi sobre isso, mas como não lembro, não custa nada escrever de novo.
Estava agora voltando para casa e de repente veio à mente um sonho que eu tive há tempos atrás. Não lembro quando exatamente, mas já faz um tempo. E esse sonho foi tão real, tão marcante pra mim, que até hoje eu não esqueci dele. Posso não lembrar os mínimos detalhes, como por exemplo, quem falou isso ou aquilo, mas ainda me lembro de muita coisa.
Fiz várias leituras dele, mas não cheguei a conclusão nenhuma...

"Estava num lugar muito animado, com músicas, bebidas e a maior farra. Meus primos todos cantando, bebendo. Alguns em cima de uma coisa parecida com uma caminhoneta, talvez um carro com caçamba. E eu estava me divertindo com eles, mas aos poucos fui me afastando, e comecei a observá-los de longe. E todos me chamavam para voltar... De repente vou sendo levado para frente de um túnel, impossível enxergar alguma coisa dentro dele. A princípio hesitei entrar, fiquei com medo... Meus primos me chamavam, duas primas pediam para eu não entrar, para voltar a me divertir com eles. Elas choravam, e eu dizia que tinha que ir, era preciso. Em algumas pessoas eu podia ver a tristeza, a súplica para eu não entrar... Só que tinha algo me chamando a atenção, e me fazendo entrar no túnel. Cada vez mais eu estava entrando no breu. Quando dei mais um passo tudo se apagou, olhava para trás e não via mais ninguém. Na minha frente só o medo a insegurança e o pavor.
Paralizei...
Saí tentando me apoiar em algo, mas não tinha nada. Me abaixava querendo me segurar no chão, sair procurando um caminho por ele. Tive vontade de voltar pelo lugar em que entrei só uma vez. Assim que fiquei paralizado, estava pensando se voltava ou se seguia. Desde que escolhi seguir em frente, não passou mais pela minha cabeça voltar, agora era tarde e a escolha estava feita. Tinha que enfrentar e aguentar as consequências. Foi a partir daí que comecei a procurar algo para apoiar, e fui dando passos para frente procurando uma saída... Não sei quanto tempo já tinha se passado. Só sei que a cada passo que eu dava uma surpresa acontecia, como que testando minha resistência. Onças que apareciam na minha frente, e eu seguia. Coisas estranhas iam surgindo e mesmo assim eu não desistia. Estava com muito medo, mas sabia que tinha passar por aquilo.
Confiei...
Fui seguindo e mais na frente consegui ver uma pequena luz... A 'luz no fim do túnel'. Continuei andando, e o medo ia aumentando por não saber o que iria encontrar depois daquela luz. Mesmo assim segui. Quando vou chegando perto vejo que é uma porta, mas ela estava fechada, então quando me aproximo alguns centímetros, ela se abre. E então posso ver uma linda paisagem, um outro mundo, bem diferente daquele em que eu estava... Quando está faltando um passo para eu sair, passam algumas pessoas no carro e falam comigo, me parabenizando [algo do tipo], eu chamo mas elas não param. Até que para um carro na minha frente e vejo que é minha mãe, e ela estava com a mão estendida para mim, me chamando para sair daquele túnel. E quando menos espero a porta se fecha, e eu não consigo pegar na mão da minha mãe, dou um grito e..."

Fiquei muito angústiado com esse sonho. Quando acordei parecia que tinha mesmo passado por aquilo. Como se fosse uma premonição... Contei para algumas pessoas, mas elas não levaram a sério, encararam como apenas um sonho. Mas pra mim foi muito mais. E comecei a refletir sobre. Comecei a interpretar o sonho, várias conclusões eu tirei. Mas não fiquei com nenhuma.
De uma coisa eu tenho certeza, esse sonho marcou, e isso é fato. Quando penso, consigo lembrar da cada sentimento meu. Dos meus medos, da minha confiança que tudo ia dar certo... Consigo lembrar com clareza, e é isso que me assusta.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Dia do Amigo







Amigos são ANJOS em nossa vida

Pudera eu ter o dom de um poeta, ou de um músico para poder colocar em verso e melodia o sentimento de uma amizade...
Amigo ocupa mais espaço do que somente o lado esquerdo do peito.
Amigo é aquele com quem choro.
É aquele com quem rio.
É aquele com quem exploro riachos e cachoeiras dentro de mim.
Amigo é um só.
Não importa se tenho um ou cem.
Cada um, em cada momento é especial... é único, é vital.
Amigo não se escolhe...

Não se "pede" ninguém em amizade.
A amizade não tem tempo pré determinado para começar, e nunca termina!
Mesmo que não se encontrem sempre... os amigos serão eternamente AMIGOS!

Amizade é sentimento... é afeto, amor...
respeito, veracidade... troca, carinho... cumplicidade...
um abraço...
Amizade é um beijo carinhoso...

domingo, 18 de julho de 2010

O Pesadelo Acabou

Uma semana se passou, e parece que já se passaram alguns meses. Durante esses oito dias, cada dia uma surpresa...
Primeiro quero dizer que a conversa com meu amigo foi a que estava faltando, principalmente para mim. Me senti muito bem depois que saí da casa dele, depois que pude olhar nos olhos dele. Acreditei de verdade que as coisas começaram a mudar, e que só faltava questão de tempo... e essa certeza eu não tinha, queria acreditar que ia voltar mas no fundo, no fundo algo dizia que não, até conversar com ele, e ver como ele estava arrependido.
Bom, mas já se passaram mais de oito dias. Cada dia um degrau subido na escada da evolução... Hoje parece que tudo não passou de um pesadelo, amanheci e dei de cara com as duas novas pessoas que nasceram dessa dor toda. Quanta alegria, o ar da casa agora é "respirável", a harmonia, a paz e o amor é o que predomina nesse novo lar que começa.
Meus amigos foram abençoados e graças a Papai que estive, e estarei ao lado deles sempre. E eles puderam perceber a dádiva que receberam... Só os evoluídos e maduros é que são capazes de enxergar, tão rápido, que tudo era um pesadelo. Como conversamos ontem, os três... tudo foi uma regressão para que eles tivessem uma nova chance de fazer tudo diferente.
Não consigo expressar o tamanho da minha alegria, é tão grande que me sinto renovado junto com eles. Sinto que agora é a minha vez... estou começando a minha regressão, mas espero não sofrer uma dor tão grande dessas, que Papai seja bonzinho comigo e precise falar uma vez só.

É isso, amanhã começo a trabalhar sem atestado, e os meus dias vão seguindo. Começara cada final da semana, as sessões de regressão. Meus amigos finalmente acordaram do pesadelo, e eu junto com eles também.
Que seja bem vinda essa nova vida...

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Novo dia

Acabei de acordar com a ligação da minha amiga. E percebi como ela está serena, mais tranquila, como ela disse ontem, juntando os cacos.
É incrível como eu estou me sentindo bem melhor. Não sei explicar porque, ou talvez eu até saiba. Estou vivendo o que os dois estão vivendo, me sinto como eles se sentem. Ainda não tive a oportunidade de ter a conversa com o meu amigo, mas espero que hoje eu possa conversar com ele. Acredito e sinto que ele também está se recuperando, pensando agora em recomeçar a vida.
É nítido ver como eles mudaram, como amadureceram... são outras pessoas. E posso dizer que eu também. Sofri junto com eles, e amadureci junto com eles. Sou uma outra pessoa.
Dizem que os inteligentes são aqueles que aprendem com os erros dos outros, e não espera errar para aprender... Tenho certeza que foi isso que aconteceu, ou esta acontecendo comigo. Estou vivendo a dor deles, aprendendo com os erros deles. E lá na frente, se um dia eu casar, ou até mesmo me relacionar com alguém, já vou começar um casamento maduro, devido a tudo que tenho passado agora junto com os meus amigos.
Quando desliguei o telefone com a minha amiga tinha tanta coisa na minha cabeça para escrever, mas depois que liguei o computador parece que tudo sumiu. Tem nada não, mas pelo menos escrevi como estou me sentindo hoje. Nesse novo dia, um novo começo. Colocarei meu ponto final nessa história toda da traição hoje, quando for conversar com o meu amigo. Ainda está faltando a minha conversa...
Papai confio em ti, e em todos os teus planos para com os teus filhos. Só o senhor sabe o motivo de tudo ter acontecido, o porque e para que.
Obrigado Papai.

domingo, 11 de julho de 2010

Encontros e Desencontros IV


Tanta coisa aconteceu, queria muito compartilhar tudo o que estou sentindo... como é difícil essa situação. Meus melhores amigos estão se separando e eu não sei mais o que fazer. Era tudo o que eu não queria. Encontro e desencontro...
Estou sofrendo tanto quanto os dois. O amor que sinto por eles é tão grande, tão forte, que mesmo sabendo que um dia isso tudo poderia acontecer, eu não queria acreditar. Eu não queria presenciar uma separação... essa separação.
A dor que estou sentindo é muito forte. A decepção agora toma todo o meu coração. Jamais pensei que o meu amigo fosse fazer uma coisa dessas com a minha amiga-irmã. Uma traição é muito forte, e depois que a decepção se apoderou do meu coração, me coloquei no lugar da minha amiga e passei a sentir a dor que ela esta sentindo... Não sei o que se passou na cabeça do meu amigo quando ele resolveu fazer isso. Eu só quero saber por que ele fez isso? Trair uma pessoa que só deu amor... onde ela errou? Essas perguntas ainda continuam rondando meus pensamentos.
Meu amigo é uma pessoa digna, honesta, fiel, inteligente um exemplo a ser seguido... pelo menos esse era o amigo que eu conhecia, que eu tinha um apreço, e não esse que fez toda essa sujeira. A cada prova era como um soco no meu coração. Se comigo foi assim, imagina com a minha amiga?!
Mas foi nobre a atitude dele em dizer ele mesmo para ela, e não deixar ela descobrir por terceiros...
Hoje minha amiga está superando, a dor está diminuindo, e logo vai passar. Agora temo por ele. O arrependimento é todo o sentimento que ocupa o ser dele. Quero muito vê-lo superar também. Mas no caso dele vai ser bem mais difícil, pois ele não decepcionou só a esposa, mais todo mundo que o conhece, que o ama, ele decepcionou a si mesmo... o pior de tudo. Escolha foi feita, erro foi cometido.. e agora as consequências é que domina tudo. E não são nada boas essas consequências.
O tempo é senhor do destino, só ele vai dizer o que é melhor a fazer. Ainda tenho esperança deles dois voltarem, é tudo o que quero. Mas que seja feita a vontade de Deus e o melhor para os dois. Se eles voltarem tenho certeza de que tudo vai ser diferente, vai ser um novo casamento. E se eles não voltarem vai ser diferente também, uma nova vida vai começar.
Aliás, uma nova vida vai começar eles voltando ou não. Mas vai ser menos duro se eles voltarem. Porque é uma nova chance para os dois, uma nova chance para a felicidade. Afinal de contas a filha é que vai sofrer mais com a separação, e vai sofrer grande parte da vida.
Sinto muito tudo isso, e eu não queria sentir... Mas estou aqui do lado deles. Dando a minha força, passando minha energia. E você sabe quando é uma amizade verdadeira, quando acontece uma situação dessa, e você não quer sair do lado deles, quer que tudo se resolva logo pra diminuir essa dor tamanha.
Como dizia Charles Chaplin: "SORRI QUANDO A DOR TE TORTURAR E A SAUDADE ATORMENTAR OS TEUS DIAS TRISTONHOS... QUANDO NADA MAIS RESTAR DO TEU SONHO ENCANTADOR. SORRI..."

domingo, 4 de julho de 2010

Sobre a Copa de 2010

Quem não esperava que o Brasil fosse campeão mais uma vez, ou melhor, hexacampeão? Pois é, mas nem sempre as coisas são como a gente espera que sejam, ou como a gente quer que seja...

Nessa copa eu estava mais realista das coisas, não estou dizendo que sabia que o Brasil ia perder, ou que não confiava na seleção brasileira. Não só confiei, como torci de todo o meu coração para que a seleção fosse a melhor do mundo de 2010. Mas infelizmente isso não aconteceu, e desde a copa de 1998 que tenho minhas dúvidas quanto a veracidade de ser o melhor da copa do mundo. Será que o melhor sempre vence mesmo? Isso não aconteceu na copa de 98. E ficou claro que os jogadores foram comprados.
Será que os jogadores seriam capazes de se venderem? Trocarem a vitória por uma grana alta? Isso eu me pergunto sempre que vejo uma copa do mundo. Se isso realmente for verdade, como tenho visto e ouvido comentários, a minha admiração pelo futebol virará uma decepção profunda.
Acredito que isso não tenha acontecido esse ano com a seleção. Achei que eles estavam guerreiros, claro que poderia ter sido bem mais. A seleção do ex-técnico Dunga estava unida, querendo o hexacampeonato. Disso eu não tenho dúvidas.

Não sei por que estou escrevendo isso agora, poderia ter escrito no dia do jogo, ou talvez nem tivesse feito nada. Mas resolvi escrever só pra dizer que o Dunga tem a minha admiração, tudo o que ele fez foi pensando no bem da seleção... não gostei nem um pouco de ver as pessoas xingando o ex-técnico, dizendo que ele foi burro, cavalo, prepotente e coisas desse tipo, pois todos esses comentários surgiu através das massas manipuladoras, que hoje comandam os pensamentos e opiniões dos seres humanos. Principalmente de nós, brasileiros. Então quem é o burro da história?
Acredito sim que o Dunga tenha pensado só no bem da seleção. Para não desconcentrar os jogadores, e não tirar o foco do objetivo... Fez muito bem em não ficar concedendo entrevistas nos momentos em que era para todos estarem concentrados... Não julguei o Dunga pela derrota no jogo contra a Holanda. Não fiquei decepcionado nem com ele e muito menos com a seleção, pois como já disse, vi que eles estavam guerreiros.

Não vou deixar de ser brasileiro por causa disso, nem vou ficar desvalorizando os meus conterrâneos... todos tem os meus aplausos e a minha admiração. Temos que saber ganhar e perder, principalmente quando está se falando de esportes.
Não foi dessa vez que levamos mais uma estrelinha... mas fica a esperança para a copa de 2014. E que vocês abram os olhos e não se deixem manipular por ninguém.
Acredite e confie.