(Confissões de uma Águia misteriosa)

Dor? Sofrimento? Sim, sinto e tenho, mas nada é fácil nesse mundo. Enfim, se você se conforma com a vida que tem, é porque tem medo de tentar, e eu não tenho e lutarei até o fim.

Sobre a Águia

Minha foto
Eu não sou nada. Não posso querer ser nada. Mas tenho em mim todos os sonhos do mundo... Uma coisa é escrever como poeta, outra como historiador: o poeta pode contar coisas não como foram, mas como deveriam ter sido, enquanto o historiador deve relatá-las não como deveriam ter sido mas como foram, sem acrescentar ou subtrair da verdade o que quer que seja.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Rapidinha

Salve, Salve meus queridos leitores e minhas amadas leitoras.
Passei aqui pois estava com muita saudade de vocês, saudade de escrever, de compartilhar meus devaneios, e claro, de receber os vossos conselhos.
Mas estive um pouco ausente porque o trabalho começou com todo gás, e como eu não gosto de trabalho, acabei pegando mais uma escola, e assumindo mais cinco turmas. Pra quem ia abandonar a sala de aula, até que tem turmas demais. [risos]
Como eu sempre falo com alguns amigos, vida de professor é assim mesmo, quase uma prostituição. [mas sobre isso eu falo em outra postagem, pois quero esmiuçar esse assunto]. Porém não é só o trabalho que toma o meu tempo, esse ano estou de volta aos palcos, e por isso estou com alguns dias ocupados, ensaiando um monólogo. [Que não deixa de ser um trabalho] Estou fazendo também aula de violão, e requer algumas horas de dedicação exclusiva. Mas ainda não acabou, à pedidos externos e internos, voltei para academia. Estava mais do que na hora de ter o meu corpinho de volta, afinal me sinto mais feliz quando consigo ver os meus músculos desenvolvidos.
Como podem ver, não tenho tempo ocioso, muito pelo contrário. Mas diferente do ano passado, esse ano estou fazendo coisas diferentes, e acima de tudo, coisas que eu gosto e me dá prazer. Talvez seja por isso que estou mais animado e mais bem humorado com os meus alunos. [risos]
Bom, passei bem rapidinho só pra dar um oi e dizer que ainda estou vivo e morrendo de saudade. Amanhã começa a semana, por isso vou repor as energias dormindo cedo...

Fiquem todos na paz, e não esqueçam de me visitar sempre. Assim que eu conseguir colocar as coisas em ordem, venho 'prozear' com vocês mais um pouco, e dividir os meus devaneios.
Hasta la vista!!

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Onde Deus Possa Me Ouvir

Composição: Vander Lee

Sabe o que eu queria agora, meu bem...?
Sair chegar lá fora e encontrar alguém
Que não me dissesse nada
Não me perguntasse nada também
Que me oferecesse um colo ou um ombro
Onde eu desaguasse todo desengano

Mas a vida anda louca
As pessoas andam tristes
Meus amigos são amigos de ninguém.

Sabe o que eu mais quero agora, meu amor?
Morar no interior do meu interior
Pra entender porque se agridem
Se empurram pro abismo
Se debatem, se combatem sem saber

Meu amor...
Deixa eu chorar até cansar
Me leve pra qualquer lugar
Aonde Deus possa me ouvir
Minha dor...
Eu não consigo compreender

Eu quero algo pra beber
Me deixe aqui pode sair.

Adeus...

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

O Príncipe que virou...

Tudo parecia que estava indo bem. Finalmente o encanto havia sido quebrado e o sapo havia se tornado um lindo príncipe.
Esbelto, charmoso, inteligente e sagaz.. era tudo o que uma romântica e sonhadora princesa esperava. Como nos contos de fada ela encontrou o seu sapo, todavia desfez o feitiço e acabou aparecendo um lindo príncipe em sua frente.
Tudo parecia um mar de rosas, foram dias esplendorosos fazendo da princesa a pessoa mais feliz daquele principado. Ela cantava para dormir, e acordava cantando. O sorriso não saía do rosto da linda princesa. Todos notavam a sua extrema felicidade perguntando o que havia acontecido. Ao passo que ela respondia apenas:
"O amor chegou!"
Mas um certo dia, não mais que de repente, a princesa não conseguiu cantar para dormir, e ao acordar percebeu que a tristeza tirara a sua linda voz e o seu belo sorriso. Sem notar ainda o que havia acontecido, a princesa procurou seu belo príncipe por todos os lugares do principado, e no fim do dia ela se deu conta de que o príncipe voltou a ser sapo.